Aulas de Física e Química

Laboratório de Química I

Concentração Mássica

De acordo com a quantidade de soluto e de solvente que constitui a solução, podemos ter soluções mais concentradas ou menos concentradas. Para calcular a Concentração Mássica de uma solução dividimos a Massa do Soluto pelo Volume da Solução.

No exemplo seguinte, preparam-se duas soluções, utilizando a mesma quantidade de solvente (água), mas diferente quantidade de soluto (aroma de morango).


Qual das duas soluções terá um sabor mais intenso a aroma de morango, a solução 1 ou a solução 2?

Solução 1

0,5 g de soluto

50 ml de solvente

Solução 2

1 g de soluto

50 ml de solvente

Uma vez que se utilizou a mesma quantidade de solvente (água) na preparação das duas soluções, mas diferente quantidade de soluto (aroma de morango), pode-se concluir deste exemplo que:

- a Solução 1 tem um sabor menos intenso a aroma de morango e tem também uma cor menos intensa. Dizemos que a solução 1 está menos concentrada;

- a Solução 2 tem um sabor mais intenso a aroma de morango e tem também uma cor mais intensa. Dizemos que a solução 2 está mais concentrada.

Para provar que esta conclusão está correcta, podemos proceder ao cálculo da concentração mássica de cada uma das soluções anteriores. O cálculo da concentração mássica permite-nos conhecer qual a massa de soluto dissolvida por unidade de volume de solvente, e calcula-se dividindo a massa de soluto pelo volume de solução, utilizando a seguinte expressão matemática:

As unidades mais comuns são:
- grama (g) para a massa;
- litro (l) para o volume;
- grama por litro (g/l) para a concentração mássica.

Assim, para o exemplo anterior, pode-se calcular a concentração mássica das soluções 1 e 2 da seguinte forma:

Solução 1

0,5 g de soluto

50 ml de solvente

Dados:
massa do soluto = 0,5 g
volume da solução = 50 ml = 0,050 l

Cálculo:
Concentração mássica = massa do soluto/Volume da solução
Concentração mássica = 0,5/0,050
Concentração mássica = 10 g/l

Conclusão:
Se tivesse um litro de solução, teria 10 gramas de soluto dissolvidas.

Solução 2

1 g de soluto

50 ml de solvente

Dados:
massa do soluto = 1 g
volume da solução = 50 ml = 0,050 l

Cálculo:
Concentração mássica = massa do soluto/Volume da solução
Concentração mássica = 1/0,050
Concentração mássica = 20 g/l

Conclusão:
Se tivesse um litro de solução, teria 20 gramas de soluto dissolvidas.

Através do cálculo da concentração mássica, conclui-se facilmente que a solução mais concentrada é a solução 2 pois tem maior quantidade de soluto dissolvido no mesmo volume de solução.

Quando o volume de solução é o mesmo, quanto maior a massa de soluto, maior a concentração da solução.

PUB



Considera agora que se preparam duas soluções, utilizando a mesma quantidade de soluto (aroma de morango), mas diferente volume de solvente (água).


Qual das duas soluções terá um sabor mais intenso a aroma de morango, a solução 3 ou a solução 4?

Solução 3

1 g de soluto

100 ml de solvente

Solução 4

1 g de soluto

50 ml de solvente

Uma vez que se utilizou a mesma quantidade de soluto (aroma de morango) na preparação das duas soluções, mas diferente volume de solvente (água), pode-se concluir deste exemplo que:

- a Solução 3 tem um sabor menos intenso a aroma de morango e tem também uma cor menos intensa. Dizemos que a solução 3 está menos concentrada;

- a Solução 4 tem um sabor mais intenso a aroma de morango e tem também uma cor mais intensa. Dizemos que a solução 4 está mais concentrada.

Para provar que esta conclusão está correcta, vamos proceder ao cálculo da concentração mássica de cada uma das soluções anteriores:

Solução 3

1 g de soluto

100 ml de solvente

Dados:
massa do soluto = 1 g
volume da solução = 100 ml = 0,100 l

Cálculo:
Concentração mássica = massa do soluto/Volume da solução
Concentração mássica = 1/0,100
Concentração mássica = 10 g/l

Conclusão:
Se tivesse um litro de solução, teria 10 gramas de soluto dissolvidas.

Solução 4

1 g de soluto

50 ml de solvente

Dados:
massa do soluto = 1 g
volume da solução = 50 ml = 0,050 l

Cálculo:
Concentração mássica = massa do soluto/Volume da solução
Concentração mássica = 1/0,050
Concentração mássica = 20 g/l

Conclusão:
Se tivesse um litro de solução, teria 20 gramas de soluto dissolvidas.

Através do cálculo da concentração mássica, conclui-se facilmente que a solução mais concentrada é a solução 4 pois foi utilizada uma menor quantidade de solvente (água), apesar de a quantidade de soluto (aroma de morango) ser a mesma.

Quando a quantidade de soluto utilizado é a mesma, quanto menor o volume de solução, maior a concentração da solução.





Professor Nuno Machado Ciências Físico-Químicas Hit Counter by Digits